O SEU LUGAR

Residentes / Balcão Virtual
Avisos e Editais

Jurídico

AVISO - Extrato de Justificação

Certifico que por escritura de vinte e dois de setembro de dois mil e vinte e um, exarada a folhas cento e trinta e três e seguintes do Livro de Notas para Escrituras Diversas número Trinta e Três -D do Cartório Notarial em Vila Nova de Famalicão a cargo da Notária Ana Maria Fernandes Cavaleiro Dias, sito na Rua Daniel Santos n.º 81, Paulo Alexandre Matos Cunha na qualidade de Presidente da Câmara em representação do MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE FAMALICÃO, pessoa coletiva com o número de identificação fiscal quinhentos e seis milhões seiscentos sessenta e três mil duzentos e sessenta e quatro (NIF 506663264), com sede na Praça Álvaro Marques (4764-502) união de freguesias de Vila Nova de Famalicão e Calendário deste concelho, declarou:
Que o Município de Vila Nova de Famalicão é dono e legítimo possuidor, com exclusão de outrem, dos seguintes imóveis:

Verba Um: Prédio urbano, constituído por dois edifícios de rés do chão destinado a serviços onde se encontra instalado o Jardim de Infância e Sede da extinta freguesia de Jesufrei, sito na Rua 15 de Julho lugar de Bairro (4770-160) Jesufrei, atual da união de freguesias de Lemenhe Mouquim e Jesufrei deste concelho, com a área de mil e quinze metros quadrados, área coberta trezentos e noventa e um virgula dez metros quadrados e área descoberta de seiscentos e vinte três virgula noventa metros quadrados, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo 1691 união de freguesias de Lemenhe Mouquim e Jesufrei deste concelho, com valor patrimonial tributário de € 153720,00 igual ao que lhe é o atribuído.

Verba Dois: Prédio urbano, composto por edifício de rés do chão e andar sito na Rua Direita (4760-134) extinta freguesia de Vila Nova de Famalicão, atual da união de freguesias de Vila Nova de Famalicão e Calendário deste concelho, onde se encontra instalada a Casa da Cultura, com a área total de oitocentos e cinquenta e um virgula noventa metros quadrados, área coberta de trezentos e setenta e dois virgula quarenta metros quadrados e área descoberta de quatrocentos e setenta e nove virgula cinquenta metros quadrados, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz da união de freguesias sob o artigo 5018 que provem do artigo 648 também daquela união de freguesias , com o valor patrimonial tributário e o atribuído de 429080,00 €.

Verba três: Prédio urbano, composto por edifício de rés do chão e logra-douro onde se encontra instalada a antiga cantina do edifico escolar Conde S. Cosme sito na Rua de Conde São Cosme do Vale (4760-128) extinta freguesia de Vila Nova de Famalicão atual da união de freguesias de Vila Nova de Famalicão e Calendário deste concelho, com área total de oitocentos e tre-ze metros quadrados, área coberta de cento e noventa metros quadrados, área descoberta de seiscentos e vinte e três metros quadrados não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz daquela união de freguesias sob o artigo 5085, com o valor patrimonial tributário e o atribuído de € 202060,00 € .

Verba Quatro: Prédio urbano, composto por terreno para construção sito na Rua dos Castanheiros da freguesia de Gavião deste concelho, com a área total de dois mil cento e trinta e dois metros quadrados, confronta de norte com Rua dos Castanheiros de sul e nascente com rua dos carvalhos e de poente com Rua da Alegria da freguesia de Gavião deste concelho, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo 2190, com o valor patrimonial tributário e o atribuí-do de 83981,81 €.

Verba Cinco: Prédio urbano, composto por edifício de rés do chão onde se encontra instalado o Jardim de Infância de Arnoso Santa Maria sito na Rua do Vale n.º 512 da extinta freguesia de Arnoso Santa Maria atual união de freguesias de Arnoso (Santa Maria e Santa Eulália) e Sezures deste concelho com a área total de mil e trinta virgula quarenta metros quadrados, área coberta de trezentos e cinquenta e cinco virgula trinta metros quadrados e descoberta de seiscentos e setenta e cinco virgula dez metros quadrados não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz daquela união de freguesias sob o artigo 1780 com o valor patrimonial tributário e o atribuído de 112.570,00 €.

Verba Seis: Prédio urbano, composto por edifício de rés do chão andar destinado a serviços e logradouro onde se encontra instalado em edifício escolar sito na Rua das 25 de Abril (4770-014) extinta freguesia de Abade de Vermoim, atual união de freguesias de Antas e Abade de Vermoim deste concelho, com área total de mil novecentos e quarenta e cinco virgula quarenta metros quadrados, área coberta de trezentos e sessenta e oito metros quadra-dos, área descoberta de mil quinhentos e setenta e sete virgula quarenta metros quadrados não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz da união de freguesias sob o artigo 2165, que provém do artigo 236 também daquela união de freguesias com o valor patrimonial tributário e o atribuído de € 141.770,00€.

Verba Sete: Prédio urbano, composto por edifício de rés do chão andar destinado a serviços e logradouro onde se encontra instalado em edifício escolar sito na Rua Escola da Portela (4760-721) freguesia de Ribeirão deste concelho, com área total de mil oitocentos e um metros quadrados, área coberta de quatrocentos e cinquenta e dois virgula setenta metros quadrados, área descoberta de mil trezentos e quarenta e oito virgula trinta metros quadrados não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz da indicada freguesia sob o artigo 5918, que provém do artigo 917 também daquela freguesia com o valor patrimonial tributário e o atribuído de € 133.290,00 €.

Que o Município seu representado não é detentor de qualquer título formal que legitime o domínio dos referidos prédios, tendo adquiridos os mesmos por aquisição verbal em datas ignoradas, há mais de vinte anos, a pessoas que desconhecem, sendo os das verbas um, dois, três, cinco, seis e sete adquiridos sem qualquer construção, o que tem sido reputado pela população municipal sem reservas. Que, não obstante isso, entraram há mais de vinte anos na posse e fruição dos mencionados prédios, limpando-o o prédio identificado na verba quatro, construindo os respetivos edifícios e realizando obras de conservação e restauro nos prédios identificados na verba um, dois, três, cinco, seis e sete, bem como a utilização dos mesmos. Que esta posse tem si-do exercida sem interrupção, de forma ostensiva, à vista de toda a gente e sem violência ou oposição de quem quer que seja, de forma correspondente ao direito de propriedade.
É, assim, uma posse pública, pacífica, contínua e em nome próprio dos citados imóveis, pelo que o Município de Vila Nova de Famalicão adquiriu tais prédios, por usucapião, que invoca, justificando o seu direito de propriedade para efeito de registo, dado que esta forma de aquisição não pode ser com-provada por qualquer outro título formal extrajudicial.
Que desconhecem os anteriores artigos matriciais bem como anteriores ante possuidores dado o lapso temporal.
Está conforme.
Vila Nova de Famalicão, vinte e dois de setembro de dois mil e vinte e um.
A Notária
Ana Maria Fernandes Cavaleiro Dias
Conta FR 1027/2021

EDITAL N.º 156/2021

Paulo Alexandre Matos Cunha, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão torna público que, atento ao prevista no n.º 1 e n.º 2 do art.º 6.º da Lei Orgânica n.º 3/2020, de 11 de novembro, que os funcionários desta autarquia nomeados para o efeito e devidamente credenciados, com vista à realização do voto antecipado estarão nas seguintes instituições e residências nos seguintes horários do dia 21 de setembro de 2021:

a) Centro Social Paroquial de Avidos – Rua Manuel Correia Marques, 4770-796 Avidos, às 09h30
b) Centro Paroquial de Vermoim – Praça Terras de Vermoim, 123, 4770-765 Vermoim, às 09h30.
c) Instituto de São José – Rua Eva Machado Guimarães, n.º 70, 4765-223 Oliveira (São Mateus), às 09h30.
d) Calçada de Fraldães, n.º 29, 4765-145 Pedome, às 09h30.
e) Centro Social e Cultural São Pedro de Bairro – Rua da Infância, 199, 4765-016 Bairro, às 11h00.
f) Mundos de Vida – Rua Quinta da Serra, n.º 101, 4760803 Lousado, às 11h00.
g) Alameda Luís de Camões, n.º 132, 2º Andar, 4760-100 Vila Nova de Famalicão, às 11h00.

Vila Nova de Famalicão, 20 de setembro de 2021.
O Presidente da Câmara Municipal
Paulo Cunha, Dr.

EDITAL n.º 149/2021

Faz-se público que, de acordo com a deliberação desta Câmara Municipal, datada de 2 de Setembro de 2021, se irá realizar, no Parqueamento Automóvel/Depósito do Serviço, de Oficinas Gerais - DAEO, sito na Av. Das Agras/Esmeriz, no 15º dia útil, após esta publicação, com início às 10,00 horas, a venda em hasta pública, por licitação verbal, de sucata ferrosa e não ferrosa, madeiras e pneus, propriedade do Municipio, pelo prazo de 3 anos.
  . Valor base de licitação: Ferro € 80/Ton; Alumínio € 0,80/kg; Cobre limpo e, outros metais € 3,00/kg; Inox € 0,80/kg
   . Valor mínimo de cada lanço: O valor mínimo de cada lanço para cada categoria de material é o da própria cotação por Kg.
   . Condição de adjudicação: A adjudicação é efetuada no final da praça, terminada a licitação, a quem tiver oferecido o valor total mais elevado para cada uma das categorias de material a alienar, sendo que em caso de empate a adjudicação será feita ao proponente que apresentar o valor mais elevado para a categoria de ferro.

Finda a sessão pública de licitação, o alienante deve de imediato proceder ao pagamento de 10% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago no ato da 1ª remoção de resíduos.
O processo encontra-se disponível no Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda-feira a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira das 09h00 às 12h00), para consulta, nos termos do ponto 2 e 3 das “Condições Gerais de Concurso”.

Vila Nova de Famalicão, 06 de setembro de 2021

O Presidente da Câmara Municipal,
(Paulo Cunha, Dr.)

EDITAL n.º 137/2021

Faz-se público que, de acordo com a deliberação desta Câmara Municipal, datada de 19 de Agosto de 2021, e com o disposto nos artºs 253º e, seg., do “Código Regulamentar da Urbanização e Edificação, Espaço Público e Atividades Privadas “deste Municipio, em vigor nesta parte e, demais legislação aplicável, se irá realizar, no Parqueamento Automóvel/Depósito do Serviço, de Oficinas Gerais- DAEO, sito na Av. Das Agras/Esmeriz, no 15º dia útil, após esta publicação, com início às 9,30 horas, a venda em hasta pública, por licitação verbal, de 6 veículos automóveis usados, propriedade do Municipio, que a seguir se identificam e pela ordem e nos termos que se indica:


Condição de adjudicação: valor de licitação mais alto.

Finda a sessão pública de licitação, a Comissão designada, adjudicará provisoriamente as viaturas, a quem tenha oferecido o preço mais elevado, que deve de imediato proceder ao pagamento de 90% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago no ato da entrega do respetivo bem.
O processo encontra-se disponível nos serviços do Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda-feira a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira das 09h00 às 12h00), para consulta, nos termos do ponto 3 do “Programa de Concurso”.

Vila Nova de Famalicão, 24 de Agosto de 2021

O Presidente da Câmara Municipal,
(Paulo Cunha, Dr.)

EDITAL n.º 133/2021

Faz-se público que, de acordo com as deliberações da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, datadas de 19-08-2021, e com o disposto no Código Regulamentar sobre os Bens e Equipamentos do Domínio Municipal se irá realizar, nos Paços do Concelho do Município de Vila Nova de Famalicão, sito na Praça Álvaro Marques, da cidade de Vila Nova de Famalicão, no dia 17 (dezassete) de setembro de 2021, com início às 09:30 horas, a venda em hasta pública, por licitação verbal, dos seguintes prédios:
1) Parcela de terreno para construção urbana, com a área de 220,00m2, sito na Rua do Montinho, da Freguesia de Vale S. Martinho, descrita na Conservatória do Registo Predial sob o número 1147 – Vale S. Martinho e inscrita na matriz sob o artigo 1354, pelo valor base de licitação de 12.622,50€ (doze mil seiscentos e vinte e dois euros e cinquenta cêntimos).
2) Lote n.º 74, com a área de 64,00m2, abrangido pelo loteamento municipal de Pitelas, sito na Urbanização de Pitelas, da Freguesia de Mogege, descrito na Conservatória do Registo Predial sob o número 1238 – Mogege e inscrito na matriz sob o artigo 1383 urbano, pelo valor base de licitação de 3.420,00€ (três mil quatrocentos e vinte euros).
3) Lote n.º 30, com a área de 156,00m2, abrangido pelo Alvará de Loteamento n.º 16/2006, sito no Lugar de Avenais ou Sande, Travessa 25 de Abril, da União das Freguesias de Lemenhe, Mouquim e Jesufrei, descrito na Conservatória do Registo Predial sob o número 1102 – Lemenhe e inscrito na matriz sob o artigo 1688 urbano, pelo valor base de licitação de 10.000,00€ (dez mil euros).
4) Lote n.º 75, com a área de 106,00m2, abrangida pelo loteamento denominado Quinta de Rebordelo, sito no Lugar da Boucinha, Rua de Rebordelo, da União das Freguesias de Ruivães e Novais, deste concelho, descrito na Conservatória do Registo Predial sob o número 1276 – Ruivães, e inscrita na matriz sob o artigo 1416 urbano; pelo valor base de licitação de 5.100,00€ (cinco mil e cem euros).
5) Lotes sitos no Lugar de Rebordelo, da união das freguesias de Ruivães e Novais, abrangidos por Loteamento Municipal registado pela AP. 1516, de 19-06-2012:



Mais se faz público que o valor base de licitação é o supra indicado e os lanços de licitação subsequentes serão de 5% do valor base de licitação. Finda a licitação, a Comissão nomeada para o efeito adjudicará provisoriamente os lotes a quem tenha oferecido o preço mais elevado, que deve de imediato proceder ao pagamento de 20% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago com a celebração da escritura de alienação.
Atento o contexto atual devido à situação epidemiológica da COVID-19, a realização da presente hasta pública está condicionada ao cumprimento de todas as regras de segurança, higiene e distanciamento físico e outras que se lhes apliquem à data da sua realização.
O processo encontra-se disponível nos serviços do Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda-feira a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira das 09h00 às 12h00), para consulta.


Vila Nova de Famalicão, 19 de agosto de 2021

O Presidente da Câmara Municipal,
(Paulo Cunha, Dr.)

EDITAL n.º 95/2021

Faz-se público que, de acordo com a deliberação desta Câmara Municipal, datada de 2 de Junho de 2021, e com o disposto nos artºs 253º e, seg., do “Código Regulamentar da Urbanização e Edificação, Espaço Público e Atividades Privadas “deste Municipio, em vigor nesta parte e, demais legislação aplicável, se irá realizar, no Parqueamento Automóvel/Depósito do Serviço, de Oficinas Gerais- DAEO, sito na Av. Das Agras/Esmeriz, no 10º dia útil, após esta publicação, com início às 9,30 horas, a venda em hasta pública, por licitação verbal, de 2 veículos automóveis, em fim de vida (VFV), propriedade do Municipio, que a seguir se identificam e pela ordem e nos termos que se indica:
    - LIGEIRO DE PASSAGEIROS 20-34-QM (RENAULT)
    - LIGEIRO DE PASSAGEIROS 93-30-NO (RENAULT)
    Condição de adjudicação: valor de licitação mais alto.
Finda a sessão pública de licitação, a Comissão designada, adjudicará provisoriamente as viaturas, a quem tenha oferecido o preço mais elevado, que deve de imediato proceder ao pagamento de 90% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago no ato da entrega do respetivo bem.
O processo encontra-se disponível nos serviços do Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda-feira a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira das 09h00 às 12h00), para consulta, nos termos do ponto 3 do “Programa de Concurso”.

Vila Nova de Famalicão, 8 de Junho de 2021

O Presidente da Câmara Municipal,
(Paulo Cunha, Dr.)

AVISO n.º 89/2021

Faz-se público que, de acordo com as deliberações da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, datadas de 06-05-2021 e de 20-05-2021, e com o disposto no Código Regulamentar sobre os Bens e Equipamentos do Domínio Municipal se irá realizar, nos Paços do Concelho do Município de Vila Nova de Famalicão, sito na Praça Álvaro Marques, da cidade de Vila Nova de Famalicão, no dia 02 (dois) de julho de 2021, com início às 09:30 horas, a venda em hasta pública, por licitação verbal, dos seguintes prédios:
1) Parcela de terreno para construção urbana, com a área de 220,00 m2, sito na Rua do Montinho, da Freguesia de Vale S. Martinho, descrita na Conservatória do Registo Predial sob o número 1147 – Vale S. Martinho e inscrita na matriz sob o artigo 1354, pelo valor base de licitação de 16.830,00€ (dezasseis mil oitocentos e trinta euros).
2) Lote n.º 74, com a área de 64,00 m2, abrangido pelo loteamento municipal de Pitelas, sito na Urbanização de Pitelas, da Freguesia de Mogege, descrito na Conservatória do Registo Predial sob o número 1238 – Mogege e inscrito na matriz sob o artigo 1383 urbano, pelo valor base de licitação de 4.475,52€ (quatro mil quatrocentos e setenta e cinco euros e cinquenta e dois cêntimos).
3) Lote n.º 30, com a área de 156,00m2, abrangido pelo Alvará de Loteamento n.º 16/2006, sito no Lugar de Avenais ou Sande, Travessa 25 de Abril, da União das Freguesias de Lemenhe, Mouquim e Jesufrei, descrito na Conservatória do Registo Predial sob o número 1102 – Lemenhe e inscrito na matriz sob o artigo 1688 urbano, pelo valor base de licitação de 13.260,00€ (treze mil duzentos e sessenta euros).
Mais se faz público que o valor base de licitação é o supra indicado e os lanços de licitação subsequentes serão de 5% do valor base de licitação. Finda a licitação, o júri adjudicará provisoriamente os lotes a quem tenha oferecido o preço mais elevado, que deve de imediato proceder ao pagamento de 20% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago com a celebração da escritura de alienação. Atento o contexto atual devido à situação epidemiológica da COVID-19, a realização da presente hasta pública está condicionada ao cumprimento de todas as regras de segurança, higiene e distanciamento físico e outras que se lhes apliquem à data da sua realização. O processo encontra-se disponível nos serviços do Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda-feira a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira das 09h00 às 12h00), para consulta.

Vila Nova de Famalicão, 26 de maio de 2021

O Presidente da Câmara Municipal,
(Paulo Cunha, Dr.)

Edital n.º 55/2021

Faz-se público que, de acordo com a deliberação desta Câmara Municipal, datada de 25 de Março de 2021, e com o disposto nos artºs 253º e, seg., do “Código Regulamentar da Urbanização e Edificação, Espaço Público e Atividades Privadas “deste Municipio, em vigor nesta parte e, demais legislação aplicável, se irá realizar, no Parqueamento Automóvel/Depósito do Serviço, de Oficinas Gerais- DAEO, sito na Av. Das Agras/Esmeriz, no 10º dia útil, após esta publicação, com início às 9,30 horas, a venda em hasta pública, por licitação verbal, de 4 veículos automóveis, em fim de vida (VFV), propriedade do Municipio, que a seguir se identificam e pela ordem e nos termos que se indica:

PASSAGEIROS (TOYOTA)
SP-59-14
BRANCO E OUTRAS

 
PESADO DE PASSAGEIROS – MAN (8.160 FOCL.1)
01-15-IQ
BRANCO E OUTRAS

CITROEN (MERCADORIAS)
47-14-GI
BRANCO E OUTRAS

CITROEN (PASSAGEIROS)
79-31-VU
BRANCO E OUTRAS

Condição de adjudicação: valor de licitação mais alto.
Finda a sessão pública de licitação, a Comissão designada, adjudicará provisoriamente as viaturas, a quem tenha oferecido o preço mais elevado, que deve de imediato proceder ao pagamento de 90% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago no ato da entrega do respetivo bem.
O processo encontra-se disponível nos serviços do Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda-feira a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira das 09h00 às 12h00), para consulta, nos termos do ponto 3 do “Programa de Concurso”.

Vila Nova de Famalicão, 29 de Março de 2021
O Presidente da Câmara Municipal,
(Paulo Cunha, Dr.)

AVISO n.º 45/2021

Faz-se público que, de acordo com as deliberações da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, datadas de 19-11-2020 e de 14-01-2021, e com o disposto no Código Regulamentar sobre os Bens e Equipamentos do Domínio Municipal se irá realizar, nos Paços do Concelho do Município de Vila Nova de Famalicão, sito na Praça Álvaro Marques, da cidade de Vila Nova de Famalicão, no dia 09 (nove) de abril de 2021, com início às 09:30 horas, a venda em hasta pública, por licitação verbal, dos seguintes prédios:
1) Lote n.º 33, com a área de 132,00m2, abrangido pelo Alvará de Loteamento n.º 10/1998, sito no Lugar de Valdossos, Rua Urbanização do Olheiro, freguesia de Fradelos, deste concelho, descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão sob o número 3188 – Fradelos, e inscrito na matriz sob o artigo 2864 urbano, pelo valor base de licitação de 5.320,00€ (cinco mil trezentos e vinte euros).
2) Lote n.º 12, com a área de 659,00m2, abrangido pelo Alvará de Loteamento n.º 47/2001, sito no Lugar de Salgueiros, Travessa da Igreja, da União das Freguesias de Lemenhe, Mouquim e Jesufrei, deste concelho, descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão sob o número 1019 – Mouquim, e inscrito na matriz sob o artigo 1670 urbano, pelo valor base de licitação de 21.370,00€ (vinte e um mil trezentos e setenta euros).
Mais se faz público que o valor base de licitação é o supra indicado e os lanços de licitação subsequentes serão de 5% do valor base de licitação. Finda a licitação, o júri adjudicará provisoriamente os lotes a quem tenha oferecido o preço mais elevado, que deve de imediato proceder ao pagamento de 20% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago com a celebração da escritura de alienação. Atento o contexto atual devido à situação epidemiológica da COVID-19, a realização da presente hasta pública está condicionada ao cumprimento de todas as regras de segurança, higiene e distanciamento físico e outras que se lhes apliquem à data da sua realização. O processo encontra-se disponível nos serviços do Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda a quinta-feira das 09h às 18h e à sexta-feira das 09h às 12h), para consulta.

Vila Nova de Famalicão, 08 de março de 2021
O Presidente da Câmara Municipal,
(Paulo Cunha, Dr.)

AVISO - Extrato de Justificação

Certifico que por escritura de dois de fevereiro de dois mil e vinte e um, exarada a folhas cento e seis e seguintes do Livro de Notas para Escrituras Diversas número Vinte e Cinco - D do Cartório Notarial em Vila Nova de Famalicão a cargo da Notária Ana Maria Fernandes Cavaleiro Dias, sito na Rua Daniel Santos n.º 81, Paulo Alexandre Matos Cunha na qualidade de Presidente da Câmara em representação do MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE FAMALICÃO, pessoa coletiva com o número de identificação fiscal quinhentos e seis milhões seiscentos sessenta e três mil duzentos e sessenta e quatro (NIF 506663264), com sede na Praça Álvaro Marques (4764-502) união de freguesias de Vila Nova de Famalicão e Calendário deste concelho, declarou:
Que o Município de Vila Nova de Famalicão é dono e legítimo possuidor, com exclusão de outrem, dos seguintes imóveis:
Verba Um: Prédio urbano, constituído por edifício de rés do chão e andar destinado a serviços denominado Polidesportivo de Bente, com a área de sete mil seiscentos e trinta e oito metros quadrados, área de implantação trezentos e sessenta e seis metros quadrados e área descoberta de sete mil duzentos e setenta e dois metros quadrados sito na Rua da Agra, da extinta freguesia de Bente, atual da união de freguesias de Carreira e Bente deste concelho, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo 1139, com valor patrimonial tributário de 111600,00€ igual ao que lhe é o atribuído.
Verba Dois: Prédio urbano, composto por casa de habitação de rés do chão e andar sito na Rua 25 de Dezembro da freguesia de Nine deste concelho, com a área total de quatrocentos e vinte e três metros quadrados, área coberta de cento e setenta e sete virgula cinquenta metros quadrados e área descoberta de duzentos e quarenta e cinco virgula cinquenta metros quadrados, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo 1863, com o valor patrimonial tributário e o atribuído de 59560,00€.
Verba três: Prédio urbano, composto por edifício de rés do chão e logradouro denominado “Escola Primária de Avidos” sito na Rua das Escolas, união de freguesias de Avidos e Lagoa deste concelho, com área total de dois mil duzentos e setenta e oito virgula oitenta metros quadrados, área coberta de trezentos e noventa e um virgula noventa metros quadrados, área descoberta de mil oitocentos e oitenta e seis virgula noventa metros quadrados não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo 1110, com o valor patrimonial tributário e o atribuído de € 120800,00€ .
Verba Quatro: Prédio urbano, composto por terreno para construção sito na Rua Padre Joaquim Silva Lopes da freguesia de Brufe deste concelho, com a área total de mil e vinte e quatro metros quadrados, a confrontar do norte com Escola Básica do Carvalho, de sul com Rua 25 de Abril, de nascente com Rua Padre Joaquim Silva Lopes e de poente com Luís Manuel da Silva Fonseca, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo 1312, com o valor patrimonial tributário e o atribuído de 24220,00€.
Verba Cinco: Prédio urbano, composto por terreno para construção sito na Rua do Montinho da freguesia de Vale (S. Martinho) deste concelho, com a área total de duzentos e vinte metros quadrados, a confrontar de norte e poente com António Manuel Ferreira da Costa Gonçalves, de sul com Vitor Manuel Couto Alves e de nascente com Rua do Montinho, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo 1354, com o valor patrimonial tributário e o atribuído de 5720,00€.
Verba Seis: Prédio urbano, composto por edifício de cave, rés do chão e logradouro denominado “Edifício Escolar do Plano dos Centenários - Escola Primária de Avidos” sito na Rua Estrada Nacional n.º 1504, união de freguesias de Avidos e Lagoa deste concelho, com área total de oitocentos e dezoito virgula dez metros quadrados, área coberta de trezentos e vinte e cinco virgula trinta metros quadrados, área descoberta de quatrocentos e noventa e dois virgula oitenta metros quadrados não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo 851, que provém do artigo 824 da extinta freguesia de Avidos, com o valor patrimonial tributário e o atribuído de € 87490,00€.
Que o Município seu representado não é detentor de qualquer título formal que legitime o domínio dos referidos prédios, tendo adquiridos os mesmos por aquisição verbal em datas ignoradas, há mais de vinte anos, a pessoas que desconhecem, sendo os das verbas um, dois, três e seis adquiridos sem qualquer construção, o que tem sido reputado pela população municipal sem reservas. Que, não obstante isso, entraram há mais de vinte anos na posse e fruição dos mencionados prédios, limpando-os, construindo os respetivos edifícios e realizando obras de conservação e restauro nos prédios identificados na verba um, dois, três e seis, bem como a utilização dos mesmos. Que esta posse tem sido exercida sem interrupção, de forma ostensiva, à vista de toda a gente e sem violência ou oposição de quem quer que seja, de forma correspondente ao direito de propriedade.
É, assim, uma posse pública, pacífica, contínua e em nome próprio dos citados imóveis, pelo que o Município de Vila Nova de Famalicão adquiriu tais prédios, por usucapião, que invoca, justificando o seu direito de propriedade para efeito de registo, dado que esta forma de aquisição não pode ser comprovada por qualquer outro título formal extrajudicial.
Que desconhecem os anteriores artigos matriciais bem como anteriores ante possuidores dado o lapso temporal.
Está conforme.

Vila Nova de Famalicão, dois de fevereiro de dois mil e vinte e um.
A Notária
Ana Maria Fernandes Cavaleiro Dias
Conta FR 428/2020

AVISO n.º 09/2021

Faz-se público que, de acordo com a deliberação da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, datada de 14-01-2021, e com o disposto no Código Regulamentar sobre os Bens e Equipamentos do Domínio Municipal se irá realizar, nos Paços do Concelho do Município de Vila Nova de Famalicão, sito na Praça Álvaro Marques, da cidade de Vila Nova de Famalicão, no dia 12 (doze) de fevereiro de 2021, com início às 09:30 horas, a venda em hasta pública, por licitação verbal, de uma de parcela de terreno com a área de 3.884,00 m2, designada por lote 13, abrangida pelo Alvará de Loteamento n.º 10/2008, sita no Lugar de Sam, Rua do Sol Poente, da freguesia de Ribeirão, deste concelho, descrita na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão sob o número 4798 – Ribeirão, e inscrita na matriz sob o artigo P5897 urbano, pelo valor base de licitação de 65.158,00 euros (sessenta e cinco mil cento e cinquenta e oito euros).
Mais se faz público que o valor base de licitação é o supra indicado e os lanços de licitação subsequentes serão de 5% do valor base de licitação. Finda a licitação, o júri adjudicará provisoriamente a parcela de terreno a quem tenha oferecido o preço mais elevado, que deve de imediato proceder ao pagamento de 20% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago com a celebração da escritura de alienação. Atento o contexto atual devido à situação epidemiológica da COVID-19, a realização da presente hasta pública está condicionada ao cumprimento de todas as regras de segurança, higiene e distanciamento físico e outras que se lhes apliquem à data da sua realização. O processo encontra-se disponível nos serviços do Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda-feira a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira das 09h00 às 12h00), para consulta.

Vila Nova de Famalicão, 14 de janeiro de 2021
O Presidente da Câmara Municipal,
(Paulo Cunha, Dr.)

AVISO n.º 211/2020

Faz-se público que, de acordo com a deliberação da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, datada de 05-11-2020, e com o disposto no Código Regulamentar sobre os Bens e Equipamentos do Domínio Municipal se irá realizar, nos Paços do Concelho do Município de Vila Nova de Famalicão, sito na Praça Álvaro Marques, da cidade de Vila Nova de Famalicão, no dia 11 (onze) de dezembro de 2020, com início às 09:30 horas, a venda em hasta pública, por licitação verbal, de uma parcela de terreno para construção, com a área de 3.322,00 m2, sita na Rua do Ecocentro, no Lugar de Meães, da União das Freguesias de Esmeriz e Cabeçudos, deste concelho, descrita na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão sob o número 1359 – Esmeriz, e inscrita na matriz sob o artigo P1465 urbano, pelo valor base de licitação de 33.220,00€ (trinta e três mil duzentos e vinte euros), nas condições estabelecidas na supra identificada deliberação.
Mais se faz público que o valor base de licitação é o supra indicado e os lanços de licitação subsequentes serão de 5% do valor base de licitação. Finda a licitação, o júri adjudicará provisoriamente a parcela de terreno a quem tenha oferecido o preço mais elevado, que deve de imediato proceder ao pagamento de 20% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago com a celebração da escritura de alienação. Atento o contexto atual devido à situação epidemiológica da COVID-19, a realização da presente hasta pública está condicionada ao cumprimento de todas as regras de segurança, higiene e distanciamento físico e outras que se lhes apliquem à data da sua realização. O processo encontra-se disponível nos serviços do Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda-feira a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira das 09h00 às 12h00), para consulta.

Vila Nova de Famalicão, 9 de novembro de 2020
O Presidente da Câmara Municipal,
(Paulo Cunha, Dr.)

EDITAL N.º 185/2020

Faz-se público que, de acordo com as deliberações da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, datadas de 05-03-2020 e de 04-06-2020, e da Assembleia Municipal de 15-05-2020, e com o disposto no Código Regulamentar sobre os Bens e Equipamentos do Domínio Municipal se irá realizar, nos Paços do Concelho do Município de Vila Nova de Famalicão, sito na Praça Álvaro Marques, da cidade de Vila Nova de Famalicão, no dia 27 (vinte e sete) de outubro de 2020, com início às 09:30 horas, a venda em hasta pública, por licitação verbal, dos prédios que a seguir se identificam e pela ordem e nos termos que se indica:

1) Lotes sitos no Lugar de Rebordelo, da união das freg. de Ruivães e Novais, abrangidos por Loteamento Municipal registado pela AP. 1516, de 19-06-2012:
Lote/ Área           Descrição         Matriz         Valor*
L 22 / 285m2      797 – Ruivães    1232 U     24.000,00€
L 23 / 365m2     798 – Ruivães     1233 U     24.000,00€
L 26 / 365m2     801 – Ruivães     1236 U     25.920,00€
L 27 / 358m2     802 – Ruivães     1237 U     25.920,00€
L 28 / 367m2     803 – Ruivães     1238 U     25.920,00€
L 29 / 424m2     804 – Ruivães     1239 U     25.920,00€
L 30 / 432m2     805 – Ruivães     1240 U     25.920,00€
L 31 / 432m2      806 – Ruivães     1241 U     25.920,00€
L 35 / 414m2      810 – Ruivães     1245 U     25.920,00€
L 36 / 324m2     811 – Ruivães      1246 U     24.000,00€
L 37 / 364m2     812 – Ruivães      1247 U     24.000,00€
L 42 / 432m2     817 – Ruivães      1252 U     25.920,00€
L 43 / 432m2     818 – Ruivães     1253 U      25.920,00€
L 44 / 432m2     819 – Ruivães      1254 U    25.920,00€
L 45 / 432m2     820 – Ruivães      1255 U     25.920,00€
L 46 / 432m2     821 – Ruivães      1256 U     25.920,00€
L 47 / 432m2     822 – Ruivães      1257 U     25.920,00€
L 48 / 432m2     823 – Ruivães      1258 U     25.920,00€
L 49 / 432m2     824 – Ruivães     1259 U     25.920,00€
L 50 / 432m2     825 – Ruivães      1260 U     25.920,00€
L 51 / 432m2     826 – Ruivães      1261 U     25.920,00€
L 52 / 436m2     827- Ruivães      1262 U      25.920,00€
L 53 / 357m2     828 – Ruivães     1263 U     25.920,00€
L 54 / 432m2     829 – Ruivães      1264 U     25.920,00€
L 55 / 432m2     830 – Ruivães     1265 U     25.920,00€
L 56 / 432m2     831 – Ruivães      1266 U     25.920,00€
L 57 / 432m2     832 – Ruivães      1267 U     25.920,00€
L 58 / 432m2     833 – Ruivães     1268 U     25.920,00€
L 60 / 432m2     835 – Ruivães     1270 U     25.920,00€
L 61 / 432m2     836 – Ruivães     1271 U     25.920,00€
L 62 / 432m2     837 – Ruivães      1272 U     25.920,00€
L 63 / 432m2     838 – Ruivães      1273 U     25.920,00€
L 65 / 539m2     840 – Ruivães      1275 U     25.920,00€
L 66 / 432m2     841 – Ruivães      1276 U     25.920,00€
L 67 / 432m2     842 – Ruivães      1277 U    25.920,00€
L 68 / 432m2     843 – Ruivães      1278 U     25.920,00€
L 69 / 432m2     844 – Ruivães      1279 U     25.920,00€
L 70 / 436m2     845 – Ruivães      1280 U     25.920,00€
L 71 / 1.286m2  846 – Ruivães     1281 U     135.817,15€
L 72 / 1.257m2  847 – Ruivães     1282 U     135.532,95€
L 73 / 1.795m2  848 – Ruivães     1283 U     139.410,25€

2)Lotes sitos no Lugar de Berredo, Rua 25 de Abril, freguesia de Mogege, abrangidos pelo alvará de loteamento n.º 15/1997:
Lote/ Área          Descrição         Matriz          Valor*
L 7 / 115m2     1229 – Mogege      1372 U         2.464,32€
L 8 / 129m2     230 – Mogege        1373 U            2.763,18€

Mais se faz público que o valor base de licitação é o supra indicado para cada lote e os lanços de licitação subsequentes serão de 5% do valor base de licitação.
Finda a licitação, o júri adjudicará provisoriamente os lotes de terreno a quem tenha oferecido o preço mais elevado, que deve de imediato proceder ao pagamento de 20% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago com a celebração da escritura de alienação.
Atento o contexto atual devido à situação epidemiológica da COVID-19, a realização da presente hasta pública está condicionada ao cumprimento de todas as regras de segurança, higiene e distanciamento físico e outras que se lhes apliquem à data da sua realização.
O processo encontra-se disponível nos serviços do Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda a quinta-feira das 09h às 18h e à sexta-feira das 09h às 12h), para consulta.
*Base de Licitação
.

Vila Nova de Famalicão, 24 de setembro de 2020
O Presidente da Câmara Municipal,
(Paulo Cunha, Dr.)

Aviso n.º 163/2020 (Hasta Pública)

Faz-se público que, de acordo com a deliberação desta Câmara Municipal, datada de 20 de Agosto de 2020, se irá realizar, no Parqueamento Automóvel/Depósito do Serviço, de Oficinas Gerais- DAEO, sito na Av. Das Agras/Esmeriz, no 15º dia útil, após esta publicação, com início às 9,30 horas, a venda em hasta pública, por licitação verbal, de 17 veículos usados, propriedade do Municipio, que a seguir se identificam, sendo que a respetiva licitação será verbal.
O valor base de licitação por cada veículo usado, (VU) a que acresce o IVA, à taxa legal em vigor, é de
:

Lote n.º 1 – Veículos Automóveis

Valor base de licitação
Autocarro Man Volvo19-74-MT € 5.000,00
Autocarro Man Volvo01-15-IQ€ 1.500,00
VW Passat60-68-OG€ 2.000,00
Renault Clio20-34-QM € 400,00
Renault Clio20-39-QM € 400,00
Renault Clio92-04-NO€ 400,00
Renault Clio18-48-NM€ 400,00
Renault Clio24-66-NO€ 400,00
Renault Clio92-03-NO€ 400,00
Renault Clio 36-36-NP€ 400,00

Lote n.º 2 – Veículos Motorizados
Valor base de licitação
Yamaha09-HP-80€ 100,00
Yamaha09-HP-93€ 100,00
Yamaha09-HP-97€ 100,00
Honda50-HN-23€ 100,00
Honda09-HP-54€ 100,00
Casal43-HQ-54€ 20,00
 
Lote n.º 3 – Veículos Motorizados/peças (€ 20,00)
CASAL 2, 1 VNF,  81-92 e  CASAL 2, 1 VNF, 91-93

Não são admitidas licitações de valor inferior ou igual à base.

O valor mínimo de cada lanço:
Veículos automóveis 1º Lanço: + 7% sobre o v.base de licitação 2º Lanço e, seguintes:+ 2% sobre o v.base de licitação
Veículos motorizados 1º Lanço: + 7% sobre o v.base de licitação 2º Lanço e, seguintes:+ 2% sobre o v.base de licitação

Condição de adjudicação: valor de licitação mais alto.

Finda a sessão pública de licitação, a Comissão designada, adjudicará provisoriamente as viaturas constantes dos lotes, a quem tenha oferecido o preço mais elevado, que deve de imediato proceder ao pagamento de 90% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago com a adjudicação definitiva, do respetivo bem.
O processo encontra-se disponível nos serviços do Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda-feira a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira das 09h00 às 12h00), para consulta, nos termos do ponto 3 do “Programa de Concurso”

Vila Nova de Famalicão, 1 de setembro de 2020
O Presidente da Câmara Municipal,
(Paulo Cunha, Dr.)

Aviso n.º 88/2020

Faz-se público que, de acordo com a deliberação desta Câmara Municipal, datada de 5 de Março de 2020, e com o disposto nos artºs 253º e, seg., do “Código Regulamentar da Urbanização e Edificação, Espaço Público e Atividades Privadas “deste Municipio, em vigor nesta parte e, demais legislação aplicável, se irá realizar, no Parqueamento Automóvel/Depósito do Serviço, de Oficinas Gerais- DAEO, sito na Av. Das Agras/Esmeriz, no 25º dia útil, após esta publicação (dia 04 de Agosto), com início às 09h30 horas, a venda em hasta pública, por licitação verbal, de 17 veículos automóveis, abandonados na via pública, que a seguir se identificam e pela ordem e nos termos que se indica:

MatriculaMarcaModeloCorTipoMatricula
Cancelada/IMT
40-85-RMCitroen SaxoBrancoMercadoriasSim
UF-61-40FordTransit BrancoMercadoriasSim
EJ-99-79OpelCorsaVerdePassageirosSim
AX-79-23OpelCorsaVermelhoPassageirosSim
UD-74-80RenaultTrafficBrancoMercadoriasSim
13-15-APRenaultClioVermelhoPassageirosSim
OJ-43-35LanciaY10CinzaPassageirosSim
XI-64-88FordFiestaVermelhoPassageirosSim
17-08-ABFordFiestaVermelhoPassageirosSim
95-52-BORenaultClioBrancoPassageirosSim
CJ-13-29FiatUnoBrancoPassageirosSim
QS-31-63Volvo440GLECinzaPassageirosSim
22-78-MRRenaultClioPretoPassageirosSim
54-61-IQOpelCorsaVermelhoPassageirosSim
QA-73-38Renault9TLCastanhoPassageirosSim
QM-17-86ToyotaCelicaVermelhoPassageirosSim
10-99-LJVolkswagenPoloPretoPassageirosSim

. Valor base de licitação por cada veículo é de € 70,00/tonelada;
. Valor mínimo de cada lanço é de + 10% sobre o valor base de licitação;
. Condição de adjudicação: valor de licitação mais alto.

Finda a sessão pública de licitação, a Comissão designada, adjudicará provisoriamente as viaturas constantes dos lotes, a quem tenha oferecido o preço mais elevado, que deve de imediato proceder ao pagamento de 90% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago no ato da entrega do respetivo bem.

O processo encontra-se disponível nos serviços do Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda-feira a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira das 09h00 às 12h00), para consulta, nos termos do ponto 3 do “Programa de Concurso”.

Vila Nova de Famalicão, 8 de junho de 2020
O Presidente da Câmara Municipal,

(Paulo Cunha, Dr.)

Aviso n.º 87/2020 (Hasta Pública)

Faz-se público que, de acordo com a deliberação desta Câmara Municipal, datada de 21 de Maio de 2020, e com o disposto nos artºs 253º e, seg., do “Código Regulamentar da Urbanização e Edificação, Espaço Público e Atividades Privadas “deste Município, em vigor nesta parte e, demais legislação aplicável, se irá realizar, no Parqueamento Automóvel/Depósito do Serviço, de Oficinas Gerais - DAEO, sito na Av. Das Agras/Esmeriz, no 25º dia útil, após esta publicação (dia 04 de Agosto), com início às 10h30 horas, a venda em hasta pública, por licitação verbal, de 18 veículos automóveis, em fim de vida (VFV) por lotes, propriedade do Município, que a seguir se identificam e pela ordem e nos termos que se indica:

Lote n.º 1 – Veículos Automóveis

Valor base de licitação
Autocarro Man Volvo19-74-MT € 5.000,00
Autocarro Man Volvo01-15-IQ€ 1.500,00
VW Passat60-68-OG€ 2.000,00
Renault Clio20-34-QM € 400,00
Renault Clio20-39-QM € 400,00
Renault Clio92-04-NO€ 400,00
Renault Clio18-48-NM€ 400,00
Renault Clio24-66-NO€ 400,00
Renault Clio92-03-NO€ 400,00
Renault Clio 36-36-NP€ 400,00

Lote n.º 2 – Veículos Motorizados
Valor base de licitação
Yamaha09-HP-80€ 100,00
Yamaha09-HP-93€ 100,00
Yamaha09-HP-97€ 100,00
Honda50-HN-23€ 100,00
Honda09-HP-54€ 100,00
Casal43-HQ-54€ 20,00
 
Lote n.º 3 – Veículos Motorizados/peças (€ 20,00)
CASAL 2, 1 VNF,  81-92 e  CASAL 2, 1 VNF, 91-93

Não são admitidas licitações de valor inferior ou igual à base.

O valor mínimo de cada lanço:
Veículos automóveis 1º Lanço: + 7% sobre o v.base de licitação 2º Lanço e, seguintes:+ 2% sobre o v.base de licitação
Veículos motorizados 1º Lanço: + 7% sobre o v.base de licitação 2º Lanço e, seguintes:+ 2% sobre o v.base de licitação

Condição de adjudicação: valor de licitação mais alto.
Finda a sessão pública de licitação, a Comissão designada, adjudicará provisoriamente as viaturas constantes dos lotes, a quem tenha oferecido o preço mais elevado, que deve de imediato proceder ao pagamento de 90% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago no ato da entrega do respetivo bem.
O processo encontra-se disponível nos serviços do Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda-feira a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira das 09h00 às 12h00), para consulta, nos termos do ponto 3 do “Programa de Concurso”.

Vila Nova de Famalicão, 8 de junho de 2020
O Presidente da Câmara Municipal,
(Paulo Cunha, Dr.)

Aviso n.º 77/2020

Faz-se público que, de acordo com as deliberações da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, datadas de 05-12-2019, de 19-03-2020, de 09-04-2020 e de 07-05-2020, e com o disposto no Código Regulamentar sobre os Bens e Equipamentos do Domínio Municipal se irá realizar, nos Paços do Concelho do Município de Vila Nova de Famalicão, sito na Praça Álvaro Marques, da cidade de Vila Nova de Famalicão, no dia 16 (dezasseis) de junho de 2020, com início às 09h30, a venda em hasta pública, por licitação verbal, dos prédios que a seguir se identificam e pela ordem e nos termos que se indica:
Lote 34 – com a área de 774,00m2, abrangido pelo Alvará de Loteamento n.º 50/1996, sito na Rua de Montoito, da freguesia de Lousado, descrito na Conservatória do Registo Predial sob o número 2203 – Lousado e inscrito na matriz urbana sob o artigo 2538. O valor base de licitação é de 17.470,00€ (dezassete mil quatrocentos e setenta euros).
Lote 10 – com a área de 542,00m2, abrangido pelo Alvará de Loteamento n.º 11/2001, sito na Rua do Miradouro, da união das freguesias de Gondifelos, Cavalões e Outiz, descrito na Conservatória do Registo Predial sob os números 2001 – Gondifelos e inscrito na matriz urbana sob o artigo P2655. O valor base de licitação é de 20.960,00€ (vinte mil novecentos e sessenta euros).
Lote 25 – com a área de 1.533,00m2, abrangido pelo Alvará de Loteamento n.º 22/2007, sito na Rua do Sol Poente, da freguesia de Ribeirão, descrito na Conservatória do Registo Predial sob o número 4751 – Ribeirão e inscrito na matriz urbana sob o artigo 5814. O valor base de licitação é de 22.800,00€ (vinte e dois mil e oitocentos euros).
Lote 57 – com a área de 204,00m2, abrangido pelo Alvará de Loteamento n.º 32/2002, sito no Lugar de Terra Negra, Rua do Comércio, da freguesia de Vilarinho das Cambas, descrito na Conservatória do Registo Predial sob os números 1334 – Vilarinho das Cambas e 4769 – Ribeirão e inscrito na matriz urbana sob o artigo P1172. O valor base de licitação é de 8.370,00€ (oito mil trezentos e setenta euros).
Mais se faz público que o valor base de licitação é o supra indicado para cada parcela e os lanços de licitação subsequentes serão de 5% do valor base de licitação.
Finda a licitação, o júri adjudicará provisoriamente os lotes de terreno a quem tenha oferecido o preço mais elevado, que deve de imediato proceder ao pagamento de 20% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago com a celebração da escritura de alienação.
Atento o contexto atual devido à situação epidemiológica da COVID-19, a realização da presente hasta pública está condicionada ao cumprimento de todas as regras de segurança, higiene e distanciamento físico e outras que se lhes apliquem à data da sua realização.
O processo encontra-se disponível nos serviços do Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda-feira a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira das 09h00 às 12h00), para consulta.

Vila Nova de Famalicão, 13 de maio de 2020
O Presidente da Câmara Municipal,
(Paulo Cunha, Dr.)

Extracto de Justificação

Certifico que por escritura de dezassete de fevereiro de dois mil e vinte, exarada a folhas cento e dezasseis e seguintes e seguintes do Livro de Notas para Escrituras Diversas número Dezasseis-D do Cartório Notarial em Vila Nova de Famalicão a cargo da Notária Ana Maria Fernandes Cavaleiro Dias, sito na Rua Daniel Santos n.º 81, o MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE FAMALICÃO”, pessoa coletiva com o número de identificação fiscal quinhentos e seis milhões seiscentos sessenta e três mil duzentos e sessenta e quatro (NIF 506663264), com sede na Praça Álvaro Marques (4764-502) união de freguesias de Vila Nova de Famalicão e Calendário deste concelho, representado pelo Presidente da Câmara Dr. Paulo Alexandre Matos Cunha, declarou:
Que o Município de Vila Nova de Famalicão é dono e legítimo possuidor, com exclusão de outrem, dos seguintes imóveis:
Prédio urbano, denominado Edifício Escolar Pré-Primária de Bente, sito na Rua da Agra união de freguesias de Carreira e Bente deste concelho, com área coberta de trezentos e oitenta e oito virgula oitenta e nove metros quadrados e área descoberta de quatrocentos e trinta e um virgula noventa e um metros quadrados, a confrontar do norte com terreno privado, de sul com Escola Primária, de nascente com Luís Filipe Ribeiro Gonçalves e de Poente com caminho, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo P 1134, com valor patrimonial tributário e o atribuído de 119660,00 €.
Prédio urbano, denominado Edifício Escolar Pré-Primária de Lage, sito na Rua Rodrigues Sampaio lugar de Lage união de freguesias de Vila Nova de Famalicão e Calendário deste concelho, com área coberta de seiscentos e sessenta e dois metros quadrados e área descoberta de vinte mil setecentos e trinta e sete virgula setenta metros quadrados, a confrontar do norte Rua Cândido Costa Dias, de sul com Rua da Aldeia Nova, de nascente com Fernando Augusto Gonçalves dos Santos e outros e de Poente com Rua Rodrigues Sampaio, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo P 4838, com o valor patrimonial tributário e o atribuído de 354540,00 €.
Prédio urbano, denominado Edifício Escolar S. Cláudio, sito na Rua de São Cláudio união de freguesias de Antas e Abade de Vermoim deste concelho, com área coberta de quatrocentos e cinco metros quadrados e área descoberta de mil quatrocentos e oitenta e seis metros quadrados, a confrontar do norte com Rua de São Cláudio, de sul com Augusto Salgado da Costa, de nascente com Rua de Real e de Poente com Recinto Desportivo, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo 2147, com patrimonial tributário e o atribuído de € 223540,00€ .
Prédio urbano, denominado Edifício Escolar Pré-Primária Boca do Monte, sito na Avenida do Marco n.º 215 freguesia de Mogege deste concelho, com área coberta de duzentos e noventa e quatro virgula sessenta metros quadrados e área descoberta de mil e oitenta e três virgula quatro metros quadrados, a confrontar do norte, sul e poente com caminho publico, de nascente com Joaquim de Lemos Francisco, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo 963, com valor patrimonial tributário e o atribuído de € 81895,80.
Prédio urbano, denominado Escola Básica número um de Campa, sito na Rua da Escola n.º 78 lugar da Campa freguesia de Castelões deste concelho, com área coberta de quatrocentos e treze virgula sessenta metros quadrados e área descoberta de mil quatrocentos e quatro virgula dez metros quadrados, a confrontar do norte com José Freitas dos Santos, de sul nascente e poente com caminho publico, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo 1190, que teve origem no artigo 855 da freguesia de Castelões deste concelho, com valor patrimonial tributário e o atribuído de € 156,500.00.
Prédio urbano, denominado Escola Básica número Um de Seide S. Miguel, sito na Rua Manuel Pinheiro Alves n.º 376, lugar da Calçada, união de freguesias de Seide deste concelho, com área coberta de seiscentos e quarenta e três virgula cinquenta metros quadrados e área descoberta de mil quatrocentos e quarenta e dois virgula trinta metros quadrados, a confrontar do norte e poente com Julieta Maria Dias Sá Ferreira, de sul com caminho publico, de nascente com Herdeiros de Tomás Silva Freitas, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo 661, que proveio do artigo 402 desta união de freguesias e que teve origem no artigo 509 da extinta freguesia de Seide (S. Miguel) com o va-lor patrimonial tributário e o atribuído de € 161420,00.
Prédio urbano, denominado Pavilhão Gimnodesportivo das Lameiras, sito na Rua Associação Moradores das Lameiras, união de freguesias de Antas e Abade de Vermoim deste concelho, com área coberta de mil oitocentos e trinta e nove virgula cinquenta metros quadrados e área descoberta de mil trezentos e oitenta e um virgula vinte metros quadrados, a confrontar do norte com Centro Social das Lameiras, de sul com E.B.1/J.I. das Lameiras, de nascente com Parque da Devesa e de Poente com Rua Associação Moradores das Lameiras, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo 2146, que proveio do artigo 1331 também daquela união de freguesias, que teve origem no artigo 2092 da extinta freguesia de Antas com o valor patrimonial tributário e o atribuído de € 732630,00.
Prédio urbano, denominado Escola Básica número um da Portela, sito na Rua da Chamusca união de freguesias Vale (S. Cosme Telhado e Portela) deste concelho, com área coberta de trezentos e setenta e cinco virgula setenta metros quadrados e área descoberta de setecentos e quarenta e quatro virgula oitenta metros quadrados, a confrontar do norte com Rua da Chamusca, de sul e poente com António Fernandes Veiga, de nascente com Avenida Nacional, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo 373, que teve origem no artigo 262 da extinta freguesia de Portela, com o valor patrimonial tributário e o atribuído de € 83988,77. Em doze de novembro de dois mil e dezanove foi apresentada declaração modelo 1 para retificação de áreas tendo sido atribuído ao prédio o artigo P2495 (declaração número 7460224).
Prédio urbano, denominado Edifício Escolar Plano dos Centenários - Magida, sito na Rua Nuno Simões união de freguesias de Vila Nova de Famalicão e Calendário deste concelho, com área coberta de trezentos e oitenta e sete virgula sessenta metros quadrados e área descoberta de mil quatrocentos e trinta e um virgula quarenta metros quadrados, a confrontar do norte com Rua de Aveleira, de sul com Rua Nuno Simões, de nascente com Rua Teixeira Gomes e de Poente com Cátia Alexandrina Faria Correia, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo P 4826, com valor patrimonial tributário e o atribuído de 92920,00 € .
Que o Município seu representado não é detentor de qualquer título formal que legitime o domínio dos referidos prédios tendo adquiridos os respetivos solos por aquisição verbal em datas ignoradas, a pessoas que desconhecem o qual tem sido reputado pela população municipal sem reservas, que os mesmos são e sempre forma pertencentes ao Município de Vila Nova de Famalicão. Que não obstante isso, desde tempos imemoriais, isto é, desde que há memória dos Homens vivos das respetivas freguesias, há mais de vinte, trinta e cinquenta anos o Município de Vila Nova de Famalicão tem exercido nos referidos prédios todos os poderes de facto correspondentes ao direito de propriedade dos mesmos, construindo os respetivos edifícios, assim como vedações, realizado obras de conservação e restauro bem como a utilização dos prédios como escolas, infantários, lugares de recreio, lugares de prática desportiva e recreativa.
É, assim, uma posse pública, pacífica, contínua e em nome próprio dos citados imóveis, pelo que o Município de Vila Nova de Famalicão adquiriu tais prédios, por usucapião, que invoca, justificando o seu direito de propriedade para efeito de registo, dado que esta forma de aquisição não pode ser comprovada por qualquer outro título formal extrajudicial.
Que desconhecem os anteriores artigos matriciais bem como anteriores ante possuidores dado o lapso temporal.
Está conforme.
Vila Nova de Famalicão, dezassete de fevereiro de dois mil e vinte.

A Notária

Ana Maria Fernandes Cavaleiro Dias
Conta FR

Extracto de Justificação

Certifico que por escritura de dezassete de fevereiro de dois mil e vinte, exarada a folhas cento e vinte e seguintes e seguintes do Livro de Notas para Escrituras Diversas número Dezasseis-D do Cartório Notarial em Vila Nova de Famalicão a cargo da Notária Ana Maria Fernandes Cavaleiro Dias, sito na Rua Daniel Santos n.º 81, o MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE FAMALICÃO, pessoa coletiva com o número de identificação fiscal quinhentos e seis milhões seis-centos sessenta e três mil duzentos e sessenta e quatro (NIF 506663264), com sede na Praça Álvaro Marques (4764-502) união de freguesias de Vila Nova de Famalicão e Calendário deste concelho, representado pelo Presidente da Câmara Dr. Paulo Alexandre Matos Cunha, declarou:
Que o Município de Vila Nova de Famalicão é dono e legítimo possuidor, com exclusão de outrem, do seguinte imóvel:
Prédio rústico, composto pastagem, sito na Avenida da Vistoria da freguesia de Landim deste concelho, com área setecentos e trinta metros quadrados, a confrontar do norte com António Maria Oliveira Osório, de sul com Fernando Manuel Ribeiro Rodrigues, de nascente com António Ferreira da Costa e Silva e de Poente com Rua, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na respetiva matriz sob o artigo 147, com valor patrimonial tributário e o atribuído de 5,34 €.
Que o Município seu representado não é detentor de qualquer título formal que legitime o domínio do referido prédio tendo adquirido o respetivo prédio por aquisição verbal em data ignorada, a pessoas que desconhecem o qual tem sido reputado pela população municipal sem reservas, que o mesmo é e sempre foi pertencente ao Município de Vila Nova de Famalicão. Que, não obstante isso, desde tempos imemoriais, isto é, desde que há memória dos Homens vivos das respetivas freguesias, há mais de vinte, trinta e cinquenta anos o Município de Vila Nova de Famalicão tem exercido no referido prédio todos os poderes de facto correspondentes ao direito de propriedade do mesmo, limpando-o e colhendo suas rentabilidades económicas.
Que esta posse tem sido exercida sem interrupção, de forma ostensiva, à vista de toda a gente e sem violência ou oposição de quem quer que seja, de forma correspondente ao exercício do direito de propriedade.
É, assim, uma posse pública, pacífica, contínua e em nome próprio do citado imóvel, pelo que o Município de Vila Nova de Famalicão adquiriu tal prédio, por usucapião, que invoca, justificando o seu direito de propriedade para efeito de registo, dado que esta forma de aquisição não pode ser comprovada por qualquer outro título formal extrajudicial.
Que desconhecem os anteriores artigos matriciais bem como anteriores ante possuidores dado o lapso temporal.
Mais declarou que do presente ato não resulta o fracionamento proibido previsto no artigo 1376.º do Código Civil.
Está conforme.
Vila Nova de Famalicão, dezassete de fevereiro de dois mil e vinte.
A Notária

Ana Maria Fernandes Cavaleiro Dias
Conta FR

Aviso n.º 63

Faz-se público que, de acordo com as deliberações desta Câmara Municipal, datadas de 21-03-2019, de 04-04-2019, de 18-04-2019 e de 02-05-2019, e com o disposto no Código Regulamentar sobre os Bens e Equipamentos do Domínio Municipal se irá realizar, nos Paços do Concelho do Município de Vila Nova de Famalicão, sito na Praça Álvaro Marques, da cidade de Vila Nova de Famalicão, no dia 5 (cinco) de junho de 2019, com início às 09:30 horas, a venda em hasta pública, por licitação verbal, dos prédios que a seguir se identificam e pela ordem e nos termos que se indica:
Lote 21 – com a área de 1.170,00m2, abrangido pelo Alvará de Loteamento n.º 14/2006, sito na Rua Félix da Costa Oliveira, da freguesia de Ribeirão, descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão sob o número 4720 – Ribeirão e inscrito na matriz urbana sob o artigo 5790. O valor base de licitação é de 40.950,00 euros (quarenta mil novecentos e cinquenta euros).
Parcela de terreno para construção – com a área de 1.986,00 m2, sita na Rua Barão de Joane, da união das freguesias de Vila Nova de Famalicão e Calendário, descrita na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão sob o número 1469 – Vila Nova de Famalicão e inscrita na matriz urbana sob o artigo 4604. O valor base de licitação é de 421.500,00 euros (quatrocentos e vinte e um mil e quinhentos euros).
Lote 11 – com a área de 64,00m2, abrangido pelo Alvará de Loteamento n.º 47/2001, sito no Lugar de Salgueiros ou Igreja, Avenida da Igreja, da união das freguesias de Lemenhe, Mouquim e Jesufrei, ainda não descrito na Conservatória do Registo Predial, mas inscrito na matriz urbana sob o artigo 1620. O valor base de licitação é de 2.240,00 euros (dois mil duzentos e quarenta euros).
Lote 35 – com a área de 470,00m2, abrangido pelo Alvará de Loteamento n.º 24/2005, sito na Urbanização de Santo André, da freguesia de Joane, descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão sob o número 3593 – Joane e inscrito na matriz urbana sob o artigo 3565. O valor base de licitação é de 16.450,00 euros (dezasseis mil quatrocentos e cinquenta euros).
Mais se faz público que o valor base de licitação é o supra indicado para cada parcela e os lanços de licitação subsequentes serão de 5% do valor base de licitação.
Finda a licitação, o júri adjudicará provisoriamente os lotes de terreno a quem tenha oferecido o preço mais elevado, que deve de imediato proceder ao pagamento de 20% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago com a celebração da escritura de alienação.
O processo encontra-se disponível nos serviços do Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda-feira a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira das 09h00 às 12h00), para consulta.

Vila Nova de Famalicão, 3 de maio de 2019
O Presidente da Câmara Municipal,
(Paulo Cunha, Dr.)

AVISO N.º 6

Faz-se público que, de acordo com as deliberações desta Câmara Municipal, datadas de 08-11-2018 e de 20-12-2018, e com o disposto no Código Regulamentar sobre os Bens e Equipamentos do Domínio Municipal se irá realizar, nos Paços do Concelho do Município de Vila Nova de Famalicão, sito na Praça Álvaro Marques, da cidade de Vila Nova de Famalicão, no dia 8 (oito) de fevereiro de 2019, com início às 09:30 horas, a venda em hasta pública, por licitação verbal, dos prédios que a seguir se identificam e pela ordem e nos termos que se indica:
Lote 13 – com a área de 357,00m2, abrangido pelo Alvará de Loteamento n.º 10/1993, sito na Rua do Mato Grosso, da União das Freguesias de Gondifelos, Cavalões e Outiz, descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão sob o número 1964 – Gondifelos e inscrito na matriz urbana sob o artigo 2579. O valor base de licitação é de 10.890,00 euros (dez mil oitocentos e noventa euros).
Lote 10 – com a área de 400,00m2, abrangido pelo Alvará de Loteamento n.º 24/1994, sito na Rua D. Dinis, da União das Freguesias de Vila Nova de Famalicão e Calendário, descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão sob o número 4256 – Calendário e inscrito na matriz urbana sob o artigo 4693. O valor base de licitação é de 44.000,00 euros (quarenta e quatro mil euros).
Lote 12 – com a área de 399,00 m2, abrangido pelo Alvará de Loteamento n.º 431/86, sito na Avenida Nova, da União das Freguesias de Ruivães e Novais, descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão sob o número 1265 – Ruivães e inscrito na matriz urbana sob o artigo 1389. O valor base de licitação é de 17.375,00 euros (dezassete mil trezentos e setenta e cinco euros).
Mais se faz público que o valor base de licitação é o supra indicado para cada parcela e os lanços de licitação subsequentes serão de 5% do valor base de licitação.
Finda a licitação, o júri adjudicará provisoriamente os lotes de terreno a quem tenha oferecido o preço mais elevado, que deve de imediato proceder ao pagamento de 20% do valor da adjudicação, sendo o restante preço pago com a celebração da escritura de alienação.
O processo encontra-se disponível nos serviços do Departamento de Assuntos Jurídicos, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, durante o horário de atendimento (segunda-feira a quinta-feira das 09h00 às 18h00 e à sexta-feira das 09h00 às 12h00), para consulta.

Vila Nova de Famalicão, 8 de janeiro de 2019
O Presidente da Câmara Municipal,
(Paulo Cunha, Dr.)