Cultura e Turismo Famalicão é o epicentro das comemorações dos 400 anos do nascimento de Molière em PortugalEconomia Feira de roupa em segunda mão anima a PraçaMobilidade O Voltas está de volta!Cultura e Turismo Palácio da Igreja Velha torna-se Imóvel de Interesse MunicipalReabilitação Urbana Câmara promove sessão de esclarecimento sobre concessão de espaços na Estação RodoviáriaEducação Biblioteca de Famalicão vence prémio nacional de Boas Práticas em Bibliotecas Públicas MunicipaisCâmara O nó do acesso à A7 de Vermoim/Seide está prestes a ser desatadoCultura e Turismo Famalicão recua seis mil anos na história para refletir sobre o futuro da paisagem do territórioCâmara Reunião do Executivo Municipal esta quinta-feira, dia 13 de janeiroSaúde Disponibilizado acesso ao Centro de Saúde de Famalicão para transporte de utentes de mobilidade reduzidaAmbiente Perturbações na Recolha de Resíduos Sólidos UrbanosCâmara Famalicão vai crescer para NorteCultura e Turismo A Casa das Artes em JaneiroCultura e Turismo Programar em Rede com candidaturas abertasCultura e Turismo Álvaro Costa é o novo Chef residente da Cozinha experimental da PraçaEducação Candidaturas abertas para o Prémio de História Alberto SampaioMobilidade Transporte público rodoviário de Famalicão mantém-se com mesmos percursos, horários e tarifas em 2022Câmara Primeiro Boletim Municipal do mandato no arranque do novo anoSolidariedade Famalicenses oferecem solidariedade para que “seja Natal todos os dias”
O SEU LUGAR

Residentes / Cultura
Rede de Museus


  Brochura

Morada:
Praça Álvaro Marques
4764-502 Vila Nova de Famalicão

T: 252 320 900
E: rededemuseus@famalicao.pt

Medidas preventivas COVID-19
Cada museu tem procedimentos para garantir a segurança e saúde dos seus profissionais e do público.
O número de visitantes foi reduzido, em alguns casos os horários sofreram alterações, é obrigatório o uso de máscara, o cumprimento do distanciamento físico, a higienização das mãos e o respeito das restantes normas específicas de cada espaço.
A presença de museus em Vila Nova de Famalicão remonta ao início da década de 1920, com a abertura ao público da primeira casa-museu de Portugal – o Museu Camiliano. Nas décadas seguintes, assistiu-se à inauguração de vários museus repletos de história, de memória e de identidade, onde a cultura é entendida como crucial para o exercício da cidadania. A 26 de novembro de 2012, com a assinatura da Declaração de Princípios, constitui-se a Rede de Museus de Vila Nova de Famalicão (RMVNF).
À luz da Lei Quadro dos Museus Portugueses, a RMVNF é composta por museus e coleções visitáveis do concelho, com diferentes tutelas, num total de doze: Casa de Camilo – Museu.Centro de Estudos; Museu Bernardino Machado; Museu Fundação Cupertino de Miranda – Centro Português do Surrealismo; Museu Nacional Ferroviário – Núcleo de Lousado; Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave; Museu de Cerâmica Artística da Fundação Castro Alves; Museu do Automóvel; Museu da Guerra Colonial; Casa-Museu Soledade Malvar; Museu de Arte Sacra da Capela da Lapa; Museu da Confraria de Nossa Senhora do Carmo de Lemenhe e Museu Cívico e Religioso de Mouquim.
É coordenada pelo Município através da sua Divisão de Cultura e Turismo.

Missão
Constituir uma estrutura de cooperação, comunicação e apoio aos museus, que contribua para a compreensão e para o desenvolvimento sustentado do território


Objetivos
1. Promover a cooperação para a utilização integrada e descentralizada de recursos humanos, materiais e financeiros;
2. Fomentar a adoção e desenvolvimento de padrões de rigor, qualidade e ética no exercício das práticas museológicas;
3. Potenciar a troca de experiências e conhecimentos entre profissionais dos museus;
4. Divulgar os museus e aproximar a respetiva oferta cultural aos diferentes públicos;
5. Valorizar o diálogo e explorar conexões entre as coleções e o território, respeitando a identidade e a missão de cada museu.

Palavras inspiradoras
Identidade – Cooperação – Diálogo – Mediação – Diversidade




Vídeo