Cultura e Turismo Famalicão é o epicentro das comemorações dos 400 anos do nascimento de Molière em PortugalEconomia Feira de roupa em segunda mão anima a PraçaMobilidade O Voltas está de volta!Cultura e Turismo Palácio da Igreja Velha torna-se Imóvel de Interesse MunicipalReabilitação Urbana Câmara promove sessão de esclarecimento sobre concessão de espaços na Estação RodoviáriaEducação Biblioteca de Famalicão vence prémio nacional de Boas Práticas em Bibliotecas Públicas MunicipaisCâmara O nó do acesso à A7 de Vermoim/Seide está prestes a ser desatadoCultura e Turismo Famalicão recua seis mil anos na história para refletir sobre o futuro da paisagem do territórioCâmara Reunião do Executivo Municipal esta quinta-feira, dia 13 de janeiroSaúde Disponibilizado acesso ao Centro de Saúde de Famalicão para transporte de utentes de mobilidade reduzidaAmbiente Perturbações na Recolha de Resíduos Sólidos UrbanosCâmara Famalicão vai crescer para NorteCultura e Turismo A Casa das Artes em JaneiroCultura e Turismo Programar em Rede com candidaturas abertasCultura e Turismo Álvaro Costa é o novo Chef residente da Cozinha experimental da PraçaEducação Candidaturas abertas para o Prémio de História Alberto SampaioMobilidade Transporte público rodoviário de Famalicão mantém-se com mesmos percursos, horários e tarifas em 2022Câmara Primeiro Boletim Municipal do mandato no arranque do novo anoSolidariedade Famalicenses oferecem solidariedade para que “seja Natal todos os dias”
O SEU LUGAR

Residentes / Cultura
Rede de Museus

Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave

Rua José Casimiro da Silva - Outeiro
4760-355 Calendário - VNF

T: 252 313 986
E: geral@museudaindustriatextil.org

Horário
Terça a Sexta:
10h00 - 17h30

Sábado e domingo:
10h00-12h30 e 14h30-17h30

Encerra às segundas e feriados nacionais, sábado de Páscoa, 24 e 31 dezembro.


Entrada Livre
O Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave foi fundado em 1987 como resultado de um projeto de investigação centrado na industrialização do setor têxtil da Bacia do Ave, dinamizado pelo Programa de Arqueologia Industrial da Universidade do Minho. Inserido numa área fortemente marcada pela industria têxtil, é o único museu dedicado a esta atividade existente no norte do País.
O acervo museológico é constituído por um conjunto de máquinas, instrumentos e objetos representativos de várias épocas e dos diferentes processos de produção, pertencentes a antigas fábricas têxteis instaladas na região. Assumindo particular destaque os Teares, Urdideiras, Caneleiras, Calandras, Laminadores, Contínuos, Bobinadeiras, Dinamómetros e Balanças. Esta quase meia centena de máquinas têxteis retratam as três principais etapas de produção: fiação, tecelagem e acabamento.
O Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave integra a rota “Famalicão Turismo Industrial”.


Missão
Formar cidadãos mais conscientes dos impactos da produção têxtil e dos seus consumos individuais.

Objetivos
1. Reforçar a posição do museu como destino turístico;
2. Construir conhecimento sobre a arqueologia, o património e a museologia industrial, nacionais e internacionais;
3. Disseminar conhecimento e promover a reflexão sobre o passado e o presente da indústria têxtil;
4. Valorizar e qualificar o museu através da credenciação pela Rede Portuguesa de Museus;
5. Gerir, promover e enriquecer a coleção do museu.

Palavras inspiradoras
Identidade – Memória – Criatividade – Inovação – Empreendedorismo

Exposição Permanente

Sector de contexto histórico: fotos e textos elucidativos da História dos Têxteis no Vale do Ave.
Sector de linha de produção: máquinas de fiação, tecelagem e acabamentos.
- Centro de Documentação e reserva
- Sala de exposições e conferências.
Saiba mais sobre o Museu da Indústria Têxtil
Visite o website