Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Educação e Cultura e Turismo
Famalicão cada vez mais Viking
    08-07-2019
    A aposta na recriação da presença dos Vikings, há 1000 anos, em terras de Vila Nova de Famalicão está ganha. Esta é a opinião generalizada de todos os que organizaram, coordenaram, integraram e colaboraram na Feira Medieval Viking que se realizou, entre 4 e 7 de julho, na Praça D. Maria II, no centro da cidade.
    Milhares de pessoas passaram por este evento nos quatro dias em que se realizou. A sua organização é assumida pela Escola Profissional CIOR, com o apoio do Município.
    Todos os dias foram muito concorridos, mas a noite de sábado foi a que mais público juntou.
    Os alunos da CIOR, aos quais se juntaram muitos antigos alunos, os pais e professores esmeraram-se por apresentar uma programação constante e uma animação intensa nos vários pontos do certame e, para qualquer lado que um visitante se dirigisse encontrava sempre motivos de interesse e atividades onde poderia, inclusive, participar.
    Os mercadores, segundo dados obtidos junto da organização, asseveraram que as vendas em Vila Nova de Famalicão superaram as suas expetativas. A praça da alimentação mantinha um fluxo constante de comensais que resultou num elevado volume de vendas em todas as tabernas presentes.
    Inédito em Portugal, com quatro dias de programação, a Feira Medieval Viking, em Vila Nova de Famalicão, é já o mais extenso evento evocativo da presença viking na Península Ibérica.
    O presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha marcou presença no evento dando conta do crecimento e qualidade da feira de ano para ano. “Nota-se que a Feira Medieval e Viking tem vindo a crescer, apresentando uma maior diversidade de participantes e uma maior número de visitantes. E isso muito se deve à qualidade do evento que começa a ultrapassar fronteiras e a ser a ser conhecido por toda a região”.
    Também várias escolas reuniram os seus alunos e fizeram visitas ao evento, permitindo que as crianças e, através destas os adultos, contactem e conheçam um facto histórico famalicense que já completou um milénio, mas que continua ainda desconhecido de muitos.
    Em 2016 cumpriram-se 1000 anos sobre a incursão normanda/viking que foi enfrentada, no ano de 1016, no então Castelo de Vermoim. Esse facto está escrito num dos mais antigos relatos da pré-nacionalidade, ainda este território integrava o Condado Portucalense.
    A Feira Medieval Viking cumpre a premissa da afirmação territorial e da projeção cultural e turística do concelho de Vila Nova de Famalicão, através de projetos, iniciativas e eventos com valor acrescentado e diferenciador da oferta regional e nacional.

    RESTAURANTES UNIDOS AOS VIKINGS
    A temática Viking em Vila Nova de Famalicão está a estender-se a outros setores da sociedade, concretamente na hotelaria. Enquanto que na Praça D. Maria II os Vikings voltaram a invadir o território famalicense, em diversos restaurantes era evocado um dos alimentos que se acredita ter sido popularizado pelos vikings em Portugal: o bacalhau. A iniciativa “Dias à Mesa” promoveu o consumo do bacalhau durante o período em que decorreu a Feira Medieval Viking 2019.
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
683 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2019 | handmade by brainhouse