Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Cultura e Turismo
Museus de Famalicão apresentados sob o traço e risco de ilustradores conceituados
    05-12-2017
    André Carrilho, Alex Gozblau, Marta Madureira e Tiago Manuel são alguns dos conceituados ilustradores que foram convidados para apresentar através do traço e da imagem cada um dos treze Museus que compõem a Rede Museológica de Vila Nova de Famalicão. O resultado é a exposição “Ligados em Rede” que está patente na Fundação Cupertino de Miranda, até 30 de dezembro, com entrada livre.
    São treze ilustrações que “fazem uma leitura dos espaços através da força da imagem e de pequenos textos de caráter poético num claro convite à visita dos espaços” salientou a João Paulo Cotrim, editor da Arranha Céus e um dos coordenadores do projeto, na inauguração da exposição que decorreu na semana passada.

    Na altura, foi também lançado o livro homónimo numa sessão que contou ainda com as presenças do vereador da Cultura da Câmara Municipal, Leonel Rocha e de António Gonçalves, diretor artístico da Fundação Cupertino de Miranda e também coordenador do projeto.
    Para Leonel Rocha, “este projeto cultural é uma mais-valia para Famalicão, já que tem o enorme mérito de conseguir projetar os museus de uma forma atrativa e cativante”.

    O livro e a exposição “Ligados em Rede – Museus de Vila Nova de Famalicão” serão apresentados no próximo ano no espaço da Abysmo, em Lisboa, ficando depois em itinerância por vários Museus da Rede da cidade de Famalicão ou outros espaços museológicos no país. O livro encontra-se à venda na Livraria da Fundação Cupertino de Miranda.

    Leonel Rocha lembrou que o projeto “Ligados em Rede” é o resultado da primeira edição do concurso “Programar em Rede” lançado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão em 2016 com o objetivo de desafiar os agentes culturais do concelho para a criação de um evento marcante para Famalicão colocando-os a trabalhar em rede em prol da cultura e dos famalicenses, contando para isso, com o financiamento da autarquia em 50 por cento, num valor máximo de dez mil euros.

    Entretanto, na próxima segunda-feira, 11 de dezembro, Em Conselho Municipal da Cultura serão apresentados e votado o projeto vencedor do Programar em Rede 2017.
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
445 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2017 | handmade by brainhouse